R4 News - 21/06/2021

Veja como se comportou o mercado na semana anterior e a agenda econômica para esta semana.


Rafael Franco

Rafael Franco

21 de junho, 2021

Fale comigo

A pergunta de 1 milhão de dólares

O que já não era mais surpresa se tornou realidade na última quarta-feira quando mantida as taxas de juros inalteradas nos Estados Unidos e um novo aumento nas taxas de juros locais em 0,75% elevando a SELIC a 4,25% a.a e, já há quem diga que podemos ter uma SELIC acima de 7% ao final de 2021.

No entanto a pergunta que os investidores mais se fazem hoje é, até quando o Banco Central dos EUA vai continuar sendo o principal player para os mercados acionários com injeções mensais bilionárias dando continuidade na liquidez dos mercados mundo afora.

Após uma semana de intensa volatilidade que fez com que os mercados americanos dessem uma trégua às recentes e consecutivas altas e tanto o Dow Jones como o S&P e Nasdaq tivessem perdas expressivas no decorrer da semana, marcada também na sexta feira por vencimentos em opções, ações e índices lá fora. Esse temor que assola os investidores quanto ao final de injeções bilionárias por parte do FED, também deu uma pausa no ímpeto das commodities e isso impactou a bolsa brasileira que viu ações e ligadas a commodities também sofrerem ajustes por aqui e trazendo o IBOVESPA abaixo dos 130mil pontos ao final da semana, também marcada por vencimentos sobre ações.

Movimento esperado das altas de juros aqui, aumentando o prêmio de juros sobre os títulos brasileiros e atraindo capital estrangeiro conteve mais uma vez o dólar frente ao real que por mais uma semana amargou perdas perante a moeda nacional. Isso se deve também muito em função da aprovação da continuidade do programa de estímulos do benefício e pela fala do presidente Jair Bolsonaro em aumento de 50% sobre o programa do bolsa família que fez com uma nova guinada na curva de juros brasileira, levando a sensação de maiores dificuldades quanto ao cumprimento do orçamento fiscal cada vez mais apertado e sem perspectivas de melhoras.

A queda do dólar frente ao real também trouxe impactos para as ações exportadoras no mercado de ações gerando realizações de lucros em empresas quem tem grande parte de suas receitas na moeda estrangeira. Mas o que deu um alento e chamou a atenção do mercado de energia foi enfim a confirmação do processo de capitalização da Eletrobrás pelo Senado Federal, onde mesmo com suas ponderações, leva perspectivas favoráveis a companhia, e isso ficou claro no movimento do mercado que viram os papéis da empresa chegar a subir quase 10% no dia, fechando em alta de 5,98% as ON e 5,94% as PN na sexta-feira.

Para essa próxima semana de agenda bem esvaziada seja na Ásia e nas Américas as atenções se voltam a tentar desvendar pistas a serem expostas nas Atas dos Bancos Centrais a serem divulgadas tanto nos EUA como aqui no Brasil referente as decisões da última super quarta. Quando os estímulos do FED irão ser reduzidos? 2022 ou 2023 o EUA vão subir seus juros? Essa é a pergunta do milhão! Boa semana e bons negócios!

Leia Também:

Notícias

R4 News - 19/07/2021

Veja como se comportou o mercado na semana anterior e a agenda econômica para este mês.

19 de julho, 2021

Notícias

R4 News - 05/07/2021

Veja como se comportou o mercado na semana anterior e a agenda econômica para este mês.

05 de julho, 2021

Notícias

R4 News - 28/06/2021

Veja como se comportou o mercado na semana anterior e a agenda econômica para esta semana.

28 de junho, 2021

Notícias

R4 News - 07/06/2021

Veja como se comportou o mercado na semana anterior e a agenda econômica para esta semana.

07 de junho, 2021

Whatspp